Material para o professor

    O monstrinho medonhento

    Coleção Girassol

    Autor: Mário Lago
    Ilustração: Daniel Kondo

    Sobre o livro

    A Cidade dos Homens está em pânico, pois um novo monstro está para nascer na Monstrolândia. Entretanto, no Palácio dos Horrores tudo é festa: o primogênito do manda-chuva Monstro Terrível é aguardado com muita expectativa. O monstrinho Medonhento nasce, mas, para espanto do pai, sorri e pede licença. Em vão, Monstro Terrível tenta mostrar ao filho que tudo o que é humano é ruim e deve ser destruído. Medonhento acaba entrando em contato com os homens e gosta do que vê. Expulso, então, da Monstrolândia, vai para a Cidade dos Homens, onde também é repudiado. Mas, graças a seus bons sentimentos, acaba se transformando em menino. Batizado de Alfredo, o novo menino se mostra amigo de todos, prestativo e inteligente. Um dia, resolve passar um ano na cidade grande. Quando volta, parece estranho: só quer ficar na floresta, junto às árvores e riachos. Os adultos não o compreendem, mas as crianças o acompanham e explicam que Alfredo aprendeu que a cidade grande destruiu as florestas em nome do progresso. Todos então se juntam e se empenham em plantar árvores para ajudar a natureza.
     

    Conheça mais

    Detalhes da obra

    • Moderna Literatura
    • ISBN 8516041735
    • Código do produto: 12041735
    • Indicação 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1),
    • Assunto Poluição nas grandes cidades,
    • Tema complementar Saúde, Meio Ambiente,
    • Tipo de obra Ficção
    • Faixa etária A partir de 09 anos
    • Preço sugerido R$ 53,00

    Dados técnicos

    • Formato Impresso
    • Dimensões do produto 17,00 X 24,00
    • Número de páginas 40

    Sobre o autor

    Mário Lago

    Nasceu no Rio de Janeiro, em 1911. Formou-se advogado, mas praticamente não exerceu a profissão, preferindo escrever para teatro de revista, atuar como ator, radialista, poeta, compositor e ativista político. Consagrou-se como autêntico astro no elenco de telenovelas da Rede Globo, tendo participado de inúmeras novelas. Mário Lago faleceu em 2002, no Rio de Janeiro.