Canções, parlendas, quadrinhas, para crianças novinhas

Palavras, Muitas Palavras

Autor: Ruth Rocha

Formato: Impresso

Ilustração: Cláudio Martins

Faixa etária: A partir de 07 anos

Indicação: 2º Ano (EF1), 3º Ano (EF1), 4º Ano (EF1)

Área: Ficção

Assunto: Música

Temas contemporâneos: Jogos e Brincadeiras

Dimensões do produto: 23 x 23

Número de páginas: 48

ISBN: 9788516085629

SalamandraTruePortuguês BR

Leitura indicada para:

  • Buriti Plus
  • Disciplina: Arte (Buriti Plus)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 01


    Disciplina: Português (Buriti Plus)

    Volume/Ano: 1º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 01


    Disciplina: Português (Buriti Plus)

    Volume/Ano: 1º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 02


  • Projeto Buriti
  • Disciplina: História (Buriti 3a edição)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 3


    Disciplina: História (Buriti 4º edição)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 03


    Disciplina: Português (Buriti 3a edição)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 1


    Disciplina: Português (Buriti 4º edição)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 01


  • Projeto Buriti 4ª edição
  • Disciplina: História (Buriti 4º edição)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 03


    Disciplina: Português (Buriti 4º edição)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 01


  • Projeto Presente 4ª Edição
  • Disciplina: Língua Portuguesa (Presente 4ed)

    Volume/Ano: 1º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 01


    Disciplina: Língua Portuguesa (Presente 4ed)

    Volume/Ano: 2º Ano

    Unidade/Capítulo: Unidade 02


Sobre o Livro

Neste volume, a Ruth Rocha reuniu versos da tradição popular, oral, do Brasil. O livro é dividido em sete partes: “Canções de roda”, “Parlendas”, “Contando para escolher”, “Canções de ninar”, “Mexendo com bichos”, “Quadrinhas”, “Pequenas canções”. E nelas encontramos de tudo: desde o “Batatinha quando nasce/ Esparrama pelo chão”, que todo mundo já ouviu, até versos menos conhecidos, como esses aqui, tão engraçadinhos:

“— Preguiça, quer mingau?
— Quero, quero, quero!
— Então vem buscar.
— Não quero, não quero, não quero!”

Como a própria Ruth explica no texto de abertura, é “importante manter vivas nossas tradições e me recordo com alegria destas pequenas lembranças da minha infância. Por isso quero que muitas crianças partilhem delas”.
Que legal ela ter compartilhado todos esses tesouros com a gente, não é?
 

Conheça outros títulos da série

Contador de páginas