Material para o professor

    Tanto-faz-como-tanto-fez

    Coleção Girassol

    Autor: Maria Amalia Camargo
    Ilustração: Jean-Claude R. Alphen

    Sobre o livro

    Era uma vez um rei carrancudo que governava um povo não muito inteligente. Um dia, sabe-se lá por que, alguém lançou uma moda algo impertinente: a de que era elegante terminar cada frase, por mais banal que fosse, com um ponto de interrogação. E eis que o pobre soberano mal se levantava com o habitual e desculpável mau humor matutino de cada dia, era logo interpelado por um mar de indagações: "Vossa majestade prefere sair da cama com um par de pantufas ou com dois chinelos de solas fofas e gorduchas?", "Chicória ou escarola?", "Bananada ou mariola?", "Mandioca ou macaxeira?", "Criado-mudo ou mesa de cabeceira?", "Assim por diante ou et cetera e tal?"... Essa enxurrada cotidiana e exaustiva de redundância era rebatida com uma única e mesma resposta, sempre à mão: "tanto-faz-como-tanto-fez". Mas eis que certo dia, a comitiva real, cansada das respostas atravessadas e lacônicas de seu soberano, resolveu conceder um prêmio àquele que fizesse do rei "um homem falante e um tantinho mais cortez...".

    Conheça mais

    Detalhes da obra

    • Moderna Literatura
    • ISBN 9788516069520
    • Código do produto: 12069520
    • Indicação 2º Ano (EF1), 3º Ano (EF1),
    • Assunto Construção de conhecimento, Letra bastão,
    • Tema complementar Diversidade cultural,
    • Tipo de obra Ficção
    • Faixa etária A partir de 07 anos
    • Preço sugerido R$ 53,00

    Dados técnicos

    • Formato Impresso
    • Dimensões do produto 26,00 x 20,50
    • Número de páginas 32

    Leitura indicada para:

    Projeto Buriti

    Buriti Plus

    Sobre o autor

    Maria Amalia Camargo

    Maria Amália Camargo sempre gostou de virar e mexer palavras. Formou-se em Letras, fez estágio no Museu de Arte Contemporânea da USP, em um projeto de arte-educação. Foi durante esse tempo que passou a conviver com crianças de todas as idades e descobriu o público pra quem, um dia, viria a escrever.