Material para o professor

    Passarinhos e gaviões

    Uma fábula da democracia

    Coleção Viramundo

    Autor: Chico Alencar
    Ilustração: Thiago Cruz

    Sobre o livro

    Caturama, a terra da passarinhada, desabou: medo, injustiça e opressão tomaram o lugar da harmonia e de suas sonoras rimas de alegria. Como não há mal que sempre dure, a trama do bem foi sendo tecida e acabou prevalecendo. Para essa paz, fruto da justiça, ser duradoura, foi preciso organizar normas, regras, leis que fossem respeitadas por todos. E isso só foi possível porque todos participaram de sua elaboração. Esta fábula diz respeito à nossa vida e oferece belas pistas para o bom convívio, com regras definidas e aceitas pela coletividade - em casa, na rua, na escola, na cidade, no país. Democracia é isso: todos participam, todos são beneficiados. Se não for assim, não é democracia.

    Conheça mais

    Detalhes da obra

    • Moderna Literatura
    • ISBN 9788516076832
    • Código do produto: 12076832
    • Indicação 3º Ano (EF1), 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1),
    • Assunto Lições de democracia para a vida em sociedade,
    • Tema complementar Cidadania, Diversidade cultural, Vida familiar e social, Pluralidade Cultural, Respeito à Diversidade, Ética, Educação para o consumo,
    • Tipo de obra Não Ficção
    • Faixa etária A partir de 08 anos
    • Preço sugerido R$ 53,00

    Dados técnicos

    • Formato Impresso
    • Dimensões do produto 24,0 X 20,5
    • Número de páginas 32

    Leitura indicada para:

    Projeto Buriti 4ª edição

    Projeto Buriti

    Buriti Plus

    Projeto Presente 4ª Edição

    Presente Arte

    Sobre o autor

    Chico Alencar

    Francisco Rodrigues de Alencar Filho (Chico Alencar) nasceu em 19 de outubro de 1949. Filho de pai piauiense e mãe paulista, é carioca da Tijuca e tem 4 filhos. Formado em História na Universidade Federal Fluminense, defendeu tese de mestrado em Educação na Fundação Getúlio Vargas sobre o movimento das Associações de Moradores do Rio, do qual foi um dos líderes no início dos anos 80. Foi fundador e presidente da Associação de Moradores da Praça Saens Peña (Amoapra), e também diretor e presidente da Federação das Associações de Vereadores do Estado do Rio de Janeiro (Famerj). Deu aula durante mais de duas décadas em diversos colégios da rede pública e particular. É professor licenciado de Prática do Ensino de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Dirigiu, entre 87 e 88, a Coordenadoria de Apoio ao Educando, da Secretaria Municipal de Educação, que encaminhou a primeira eleição direta das direções das escolas públicas do Rio de Janeiro. Chico Alencar foi vereador pelo PT na Câmara Municipal do Rio de Janeiro por dois mandatos (eleito pela primeira vez em 1988 e reeleito em 1992). Foi um dos líderes na luta pela moralização da casa, participou da elaboração da Lei Orgânica e da discussão do Plano Diretor da Cidade, quando apresentou sugestões e emendas reivindicadas pelos movimentos populares. Foi também presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal do Rio de Janeiro.Teve aprovados mais de 30 projetos de lei, sempre voltados para a melhoria dos serviços públicos e da qualidade de vida dos cidadãos. Em 1996 foi candidato a prefeito do Rio. Com 642 mil votos, obteve a terceira colocação. Foi eleito deputado estadual (PT/RJ), em 1998, com 70.095 votos - o terceiro mais votado do Estado. É presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania e vice-presidente da Comissão de Educação da Alerj. Chico é autor e co-autor de diversos livros didáticos e infanto-juvenis.